“Está consumado”

Diante do mistério da Páscoa,
minha alma se assombra
sem conseguir expressar, dizer, falar
da imensidão, do tamanho,
da glória, do poder
desse mistério.

É como se eu me afogasse,
sem ar,
pelo excesso, pela superabundância, de ar.
A superabundância da graça
me prostra,
nada que eu diga,
ou pense, ou sinta,
ou veja, ou compreenda,
consegue expressar, entender, dizer
da glória, do esplendor,
da magnitude, da potência,
da suprema realidade
deste mistério.… Leia mais “Está consumado”

Pai Nosso

Deus quis,
e num ato livre de sua vontade,
porque Ele é amor,
Ele criou a mim, a você, a nós.
Não saímos do nada,
por acidente do acaso,
não somos o resultado aleatório
de uma explosão cósmica.
Eu, você, nós todos
existimos
porque fomos criados por Deus,
porque Ele quis,
porque Ele quer,
nosso ser é criação divina.
Ele nos fez para sermos seus filhos,
para participarmos de sua vida,
para, com Ele, co-criarmos,
cooperarmos, conviver com Ele
na eternidade
de sua vida.
Ele nos quer junto a si.
A vida que Ele nos deu
não tem fim.
A vida em Deus é para sempre.… Leia mais Pai Nosso

Vida Peregrina

Meu Senhor,
que minha vida seja peregrina
ao teu lado,
que eu siga por teus caminhos
com as mãos vazias
para poder acolher
com a liberdade dos que se desapegaram,
com a confiança dos que têm fé,
com o amor que vem de ti,
com o amor de quem está em ti
e contigo caminha.
Que eu não carregue desejos,
que eu nada exija,
que tudo para mim seja
simplesmente um caminho,
peregrina nesta vida,
seguindo teus passos
e reclinando minha cabeça
em teu peito, como João,
para escutar teu coração.… Leia mais Vida Peregrina

Luz Invisível

A luz de Deus brilha, resplandece,
permanecendo invisível.
Ela brilha nos menores lugares,
nos corações dos pequeninos,
dos humildes e mansos.
A luz de Deus brilha, resplandece
num frágil recém-nascido
escondido num estábulo,
“envolvido em faixas e deitado sobre uma manjedoura”.

Luz invisível aos olhos do mundo,
luz gloriosa escondida,
assim é como Deus age
e se manifesta
e se revela.… Leia mais Luz Invisível

Vida Escondida em Cristo

Dos Diários do Mosteiro – 11 de setembro de 2016.
A semente precisa morrer para que viva, para que nasça em nova vida e produza frutos.
É o que Cristo me pede, que eu morra para viver nEle, para Ele.
A minha vontade é de permanecer na minha vida confortável, saudável, cômoda, bem-sucedida.
A minha vontade é de permanecer onde estou.
A vontade de Cristo é que eu dê a minha vida a Ele, que eu perca a minha vida para viver nEle.
É a cruz que ele me oferece, a morte que é o único caminho para a ressurreição.
A minha verdadeira vida está escondida em Cristo.… Leia mais Vida Escondida em Cristo

Filhos da Luz

A vida espiritual,
a vida cristã
é permeada de paradoxos
sempre a nos desafiar
em nossa lógica mundana, material,
simplista e linear:
é dando que se recebe,
é dividindo que se multiplica,
os últimos serão os primeiros,
a quem muito tem, mais será  dado,
é perdendo a vida que a ganhamos,
felizes são os aflitos,
rico é o que nada tem,
a verdade se oculta aos sábios e doutores,
os humildes são exaltados,
amai os inimigos,
dai a outra face ao que te agride…
paradoxos que só são compreendidos
à luz da fé,
paradoxos com os quais são tecidos
os mistérios da fé.
Um desses misteriosos paradoxos
é o da obediência:
é somente na obediência total a Deus
que somos verdadeiramente livres…… Leia mais Filhos da Luz

Contemplação do abismo

Dos Diários do Mosteiro – 05 de maio de 2017.
Não sei se vou conseguir me lembrar e relatar tudo o que vi, tudo o que Ele me mostrou.
Estava meditando sobre o mistério do batismo de Jesus e subitamente apontaram o meu olhar para o abismo, para a morada dos mortos. Como explicar o que eu vi, não com os olhos, mas com o pensamento, com o coração?
Chorei de dor porque o abismo existe verdadeiramente.
Nem tudo o que eu via eu compreendia, eu tinha rápidos vislumbres de entendimento entrecortados por espessas nuvens de mistério. A compreensão não era linear, não seguia um pensamento encandeado com começo, meio e fim, eram fragmentos de compreensão, rápidos vislumbres, por isso minha dificuldade agora em lembrar e relatar.… Leia mais Contemplação do abismo

“Existem dois caminhos…”

Dos Diários do Mosteiro – 10 de setembro de 2016.
Esta é a primeira página do meu diário, foi esse o texto com que eu comecei a escrevê-lo.
Foi esse o momento em que tive a clareza e a certeza de que Deus estava me chamando para a vida monástica. Foi o momento em que disse ‘sim’ em meu coração, e entendi que precisava escrever sobre o que significava essa resposta. … Leia mais “Existem dois caminhos…”

Trilhas no Mistério

Talvez a dúvida em relação à realidade das minhas experiências seja um sinal positivo que indica que continuo centrada, com os pés no chão, que não enlouqueci, nem deliro.
Talvez essa dúvida seja um sinal que confirme a realidade mesma dessas experiências.
Penso nos psicóticos que não têm nenhuma dúvida sobre a realidade de suas alucinações.
Penso nos fanáticos fundamentalistas que não tem nenhuma dúvida da realidade da sua interpretação literal da Escritura.
Penso nas pessoas desequilibradas emocionalmente e psicologicamente que não duvidam de suas crenças irracionais, confusas e delirantes.
Essas pessoas não nutrem dúvidas quanto à realidade de suas experiências e interpretações.
Penso nos fenômenos da histeria e da hipnose, em que as pessoas têm experiências causadas por suscetibilidades psíquicas e bloqueios emocionais.
Como posso saber se as minhas experiências não são apenas fruto de auto-hipnose, autossugestão, histeria, psicose ou imaginação?
Talvez essa dúvida seja o sinal mesmo da minha sanidade mental, psicológica e espiritual.… Leia mais Trilhas no Mistério

Rei do Universo

Paradoxo dos paradoxos!
O tudo, o todo,
se revela no nada!
O supremo e o soberano
se mostra no insignificante,
no invisível, no excluído.
O meu irmão, ao meu lado,
que não conheço,
de quem sinto repulsa,
de quem sinto medo,
que eu rejeito, ignoro, julgo,
neste mesmo irmão
está, vive, o Senhor do universo,
o Rei dos reis,
o todo soberano,
a suprema glória,
o Cristo.… Leia mais Rei do Universo

Liberdade e Graça

A Verdade, aos olhos da mente racional, se revela paradoxal. As verdades do espírito não possuem uma lógica linear, simplista, como a lógica matemática, aristotélica, dualista: Se A é verdadeiro, então não-A é falso, isto é, uma afirmação e sua negação não podem ser ambas verdadeiras. No mundo natural, na realidade empírica, sujeita às leis naturais, este princípio se aplica e o universo funciona em equações matemáticas, onde a razão é simples, direta, sem contradições. Mas em nossa realidade espiritual, na esfera sobrenatural, a lógica humana é transcendida e se apresenta a nós em aparentes paradoxos, afirmações que se contradizem sendo ambas verdadeiras.… Leia mais Liberdade e Graça

Lava-pés

Dos Diários do Mosteiro – 13 de abril de 2017.
Quinta-feira Santa.
Senhor, que em meu coração eu possa sempre acolher cada irmão sem julgamentos e lavar e beijar seus pés como o exemplo que o Senhor nos deixou. Que eu saúde sempre cada irmão com um sorriso pleno de amor e com um só pensamento:
– ‘Meu irmão em Cristo,
     Cristo te ama!’.… Leia mais Lava-pés

Deus que se revela

Dos Diários do Mosteiro – 13 de abril de 2017.
O Senhor me pediu que falasse do seu amor,
mas vacilo, hesito.
Se eu falar tudo o que sinto, tudo o que me é mostrado, será que acreditarão em mim?
Será que me entenderão?
As palavras com que eu me expressar terão o mesmo sentido, o mesmo sabor para quem as escutar?
Conseguirei comunicar minha experiência do amor de Cristo?… Leia mais Deus que se revela

Nosso Coração está em Deus…

Dos Diários do Mosteiro – 26 de setembro de 2016..
Quanto mais eu lia, mais fome eu sentia. Nada me saciava. Nenhum filósofo, nenhuma teoria científica explicava o que permanecia inexplicável: o mistério do Ser, da vida e da consciência.
Por isso, apesar de doutora na ciência dos homens, sou criança analfabeta na ciência da fé.
Meu vocabulário é tosco, meus conceitos, simplórios.… Leia mais Nosso Coração está em Deus…

Conhecereis a Verdade…

(…) Diante desta multiplicidade de verdades, que hoje são e amanhã podem não ser mais, somos levados a desacreditar no valor da verdade e na existência de uma verdade última e anterior a toda verdade. Vivemos numa cultura do instantâneo, do efêmero, do descartável. A ideia de uma verdade permanente, imutável, absoluta nos é estranha, incompreensível, impensável.… Leia mais Conhecereis a Verdade…

O Cristianismo é um Humanismo

No olhar moderno, científico e racionalista, o ser humano é um mero acidente fortuito na longa vida do universo. Somos apenas um acontecimento insignificante e aleatório que emergiu no cosmos 13,7 bilhões de anos depois do Big-Bang. Neste olhar racional, somos absurdamente ínfimos diante da imensidão cósmica, somos o pó do pó, uma insignificância irrelevante num universo inimaginavelmente imenso e velho… … Leia mais O Cristianismo é um Humanismo

Deus Infinito se faz Pequenino

Dos Diários do Mosteiro – 09 de abril de 2017.
Deus infinito se faz ínfimo, se faz pequenino para habitar e falar no coração das pessoas. Deus todo-poderoso, onipotente, poder supremo e absoluto se faz sutil, silencioso, invisível e pequenino para habitar no coração humano, da mesma forma como Ele se fez homem na pessoa de Jesus. Para Deus, o infinitamente grande e o infinitesimal são a mesma coisa. … Leia mais Deus Infinito se faz Pequenino

#5 – Carta de despedida do Mosteiro

Querida Madre e queridas irmãs. Meu coração pesa neste dia em que parto, com tristeza e saudades antecipadas. Faltam-me as palavras para expressar minha gratidão pelo carinho e cuidado com que fui recebida por vocês desde minha primeira chegada. Também me faltam as palavras para expressar minha admiração pelo carinho e cuidado que vocês dedicam cotidianamente, continuamente, ao Cristo, Nosso Senhor.… Leia mais #5 – Carta de despedida do Mosteiro

#1 Carta – Sobre minha entrada no Mosteiro

Filho amado,
Faltam poucas semanas para minha entrada no mosteiro. Sei que esta decisão de entrar para um mosteiro beneditino deixou minha família e meus amigos perplexos. Como é que alguém, aos 51 anos de idade, no auge da sua carreira profissional, cientista e pesquisadora, com uma renomada reputação internacional em sua área de atuação, vivendo plenamente sua liberdade e autonomia com todo conforto e bem-estar, resolve abandonar tudo para viver uma vida de pobreza, clausura, humildade e oração num pequeno mosteiro no interior do Brasil? … Leia mais #1 Carta – Sobre minha entrada no Mosteiro

#2 Carta – Sobre o que é Deus

Filho amado,
Vamos iniciar nossa travessia? Para navegarmos no mar das minhas experiências de Deus, precisaremos de palavras, esta será nossa barca. Contudo, será uma travessia permeada de metáforas, analogias, imprecisões e paradoxos porque a palavra é um veículo muito limitado para navegar nestes mares. É como tentar a travessia do oceano num pequeno bote à vela. Como conseguirei falar das minhas experiências de Deus para você usando palavras, se Deus, como eu o experencio, é o que dá origem a toda palavra, é o que possibilita que minha mente e nossas mentes criem palavras, é o que dá sentido e significado a toda palavra humana? … Leia mais #2 Carta – Sobre o que é Deus

#3 Carta – Sobre a vida no Mosteiro

Filho amado,
Hoje faz um mês que estou vivendo no mosteiro. Talvez você esteja se perguntando como é viver assim, separada do mundo, numa comunidade de oração e trabalho, sem as distrações e preocupações da vida no mundo. Realmente, a experiência é como a de viver num outro espaço-tempo, numa outra dimensão, como que num outro planeta.… Leia mais #3 Carta – Sobre a vida no Mosteiro

EIS AQUI A TUA SERVA

Meu Senhor,

Desde muito jovem que escuto o vosso chamado.
Sempre fostes para mim o Caminho, a Verdade e a Vida.
Meu coração sempre foi vosso, sempre soube que minha vida vos pertencia.
Mas vossos desígnios são misteriosos, vossos caminhos são insondáveis.
Quisestes, Senhor, me levar para a experiência da família, de ser mãe e esposa,
de ser psicoterapeuta, professora, cientista…
Me conduzistes pelos caminhos do mundo,
mas meu coração sentia saudades de vós, Senhor…… Leia mais EIS AQUI A TUA SERVA