A Graça da Salvação

O Filho de Deus, ao esvaziar-se de sua glória na Encarnação e na morte humilhante de Cruz, fez exatamente o oposto do que fez Lúcifer, que caiu por causa do seu orgulho. A humilhação obediente do Filho foi a resposta salvífica de Deus ao orgulho rebelde de Satanás. O Filho esvaziou-se de toda glória e, por Amor, obedeceu ao Pai até o fim. Lúcifer encheu-se de orgulho e, recusando o Amor do Criador, se rebelou.… Leia mais A Graça da Salvação

Libertação

O Pai nos enviou o seu Filho para nos salvar definitivamente do pecado. Nos corações humanos, o combate contra o pecado é contínuo, constante. Foi para derrotar o pecado no coração da pessoa humana, que Deus nos deu o seu Filho.  Deus respeita a vontade humana, Deus não violenta o coração humano, Deus não nos impõe a sua vontade, mas respeita nossa liberdade. Por isso Deus nos enviou o seu Filho, para Ele nos guiar, nos ensinar a vencer o pecado e nos libertar do mal que entrou em nossos corações. … Leia mais Libertação

A Hora da Glorificação

Quando Jesus entregou o seu Espírito na cruz, o céu se abriu, se rompeu. Foi nessa hora que fomos salvos! Quando Jesus entregou sua vida, quando ele expirou, quando se consumou sua entrega de amor, então ‘está feito’, Satanás foi derrotado, a morte foi vencida! Não foi na ressurreição que a morte foi vencida, foi na morte mesma de Jesus, no momento da sua entrega de amor, na hora em que Ele foi levantado na cruz: a hora da glorificação, quando o Filho foi glorificado pelo Pai e o Pai glorificado pelo Filho, a hora da sua morte no seu corpo mortal! … Leia mais A Hora da Glorificação

Ele se fez pecado por nós

Cristo se entregou à morte de cruz para que pudéssemos ver e compreender que a morte do pecado é o único caminho para a Ressurreição. Ele poderia nos ter salvo de outra maneira, Ele não ‘tinha’ que morrer na cruz para nos salvar, mas Ele quis se entregar na cruz para nos ajudar, para que O contemplando na cruz compreendêssemos, víssemos, soubéssemos o caminho para o Pai e para a nossa salvação.… Leia mais Ele se fez pecado por nós

Mistérios da Fé (II) – A Salvação

O sangue de Jesus é a sua vida derramada por nós, entregue por nós. No sangue está a vida. No sangue de Jesus está a vida divina, é o sangue de Deus. O sangue de Jesus é sacramento do amor de Deus por nós. No cálice sobre o altar está o sangue ofertado por Jesus para a nossa salvação, para o resgate dos nossos pecados. … Leia mais Mistérios da Fé (II) – A Salvação

Oração e Sacrifício (2ª parte)

A oração é uma forma de sacrifício espiritual pois, quando oramos, estamos doando nosso coração, nossa mente, nosso tempo, nossas forças e nosso corpo a Deus. A oração agradável a Deus é desinteressada, ela não busca o próprio proveito, mas busca realizar a vontade de Deus invocando a sua misericórdia, é a oração que se oferece como pura doação, como sacrifício de louvor.… Leia mais Oração e Sacrifício (2ª parte)

Contemplação do abismo

Dos Diários do Mosteiro – 05 de maio de 2017.
Não sei se vou conseguir me lembrar e relatar tudo o que vi, tudo o que Ele me mostrou.
Estava meditando sobre o mistério do batismo de Jesus e subitamente apontaram o meu olhar para o abismo, para a morada dos mortos. Como explicar o que eu vi, não com os olhos, mas com o pensamento, com o coração?
Chorei de dor porque o abismo existe verdadeiramente.
Nem tudo o que eu via eu compreendia, eu tinha rápidos vislumbres de entendimento entrecortados por espessas nuvens de mistério. A compreensão não era linear, não seguia um pensamento encandeado com começo, meio e fim, eram fragmentos de compreensão, rápidos vislumbres, por isso minha dificuldade agora em lembrar e relatar.… Leia mais Contemplação do abismo

Liberdade e Graça

A Verdade, aos olhos da mente racional, se revela paradoxal. As verdades do espírito não possuem uma lógica linear, simplista, como a lógica matemática, aristotélica, dualista: Se A é verdadeiro, então não-A é falso, isto é, uma afirmação e sua negação não podem ser ambas verdadeiras. No mundo natural, na realidade empírica, sujeita às leis naturais, este princípio se aplica e o universo funciona em equações matemáticas, onde a razão é simples, direta, sem contradições. Mas em nossa realidade espiritual, na esfera sobrenatural, a lógica humana é transcendida e se apresenta a nós em aparentes paradoxos, afirmações que se contradizem sendo ambas verdadeiras.… Leia mais Liberdade e Graça