Vida Escondida em Cristo

Dos Diários do Mosteiro – 11 de setembro de 2016.
A semente precisa morrer para que viva, para que nasça em nova vida e produza frutos.
É o que Cristo me pede, que eu morra para viver nEle, para Ele.
A minha vontade é de permanecer na minha vida confortável, saudável, cômoda, bem-sucedida.
A minha vontade é de permanecer onde estou.
A vontade de Cristo é que eu dê a minha vida a Ele, que eu perca a minha vida para viver nEle.
É a cruz que ele me oferece, a morte que é o único caminho para a ressurreição.
A minha verdadeira vida está escondida em Cristo.… Leia mais Vida Escondida em Cristo

“Existem dois caminhos…”

Dos Diários do Mosteiro – 10 de setembro de 2016.
Esta é a primeira página do meu diário, foi esse o texto com que eu comecei a escrevê-lo.
Foi esse o momento em que tive a clareza e a certeza de que Deus estava me chamando para a vida monástica. Foi o momento em que disse ‘sim’ em meu coração, e entendi que precisava escrever sobre o que significava essa resposta. … Leia mais “Existem dois caminhos…”

#5 – Carta de despedida do Mosteiro

Querida Madre e queridas irmãs. Meu coração pesa neste dia em que parto, com tristeza e saudades antecipadas. Faltam-me as palavras para expressar minha gratidão pelo carinho e cuidado com que fui recebida por vocês desde minha primeira chegada. Também me faltam as palavras para expressar minha admiração pelo carinho e cuidado que vocês dedicam cotidianamente, continuamente, ao Cristo, Nosso Senhor.… Leia mais #5 – Carta de despedida do Mosteiro

#1 Carta – Sobre minha entrada no Mosteiro

Filho amado,
Faltam poucas semanas para minha entrada no mosteiro. Sei que esta decisão de entrar para um mosteiro beneditino deixou minha família e meus amigos perplexos. Como é que alguém, aos 51 anos de idade, no auge da sua carreira profissional, cientista e pesquisadora, com uma renomada reputação internacional em sua área de atuação, vivendo plenamente sua liberdade e autonomia com todo conforto e bem-estar, resolve abandonar tudo para viver uma vida de pobreza, clausura, humildade e oração num pequeno mosteiro no interior do Brasil? … Leia mais #1 Carta – Sobre minha entrada no Mosteiro

#3 Carta – Sobre a vida no Mosteiro

Filho amado,
Hoje faz um mês que estou vivendo no mosteiro. Talvez você esteja se perguntando como é viver assim, separada do mundo, numa comunidade de oração e trabalho, sem as distrações e preocupações da vida no mundo. Realmente, a experiência é como a de viver num outro espaço-tempo, numa outra dimensão, como que num outro planeta.… Leia mais #3 Carta – Sobre a vida no Mosteiro