Ele se fez pecado por nós

Cristo se entregou à morte de cruz para que pudéssemos ver e compreender que a morte do pecado é o único caminho para a Ressurreição. Ele poderia nos ter salvo de outra maneira, Ele não ‘tinha’ que morrer na cruz para nos salvar, mas Ele quis se entregar na cruz para nos ajudar, para que O contemplando na cruz compreendêssemos, víssemos, soubéssemos o caminho para o Pai e para a nossa salvação.… Leia mais Ele se fez pecado por nós

Vida eterna

A vida aqui na terra é limitada pelo tempo e pelo espaço. Tudo aqui termina e se contém. As coisas visíveis são limitadas, são restringidas no tempo e no espaço. Mas quando formos transfigurados e nos unirmos ao Ressuscitado na vida gloriosa, não seremos mais limitados pelo tempo nem pelo espaço, como Maria que já está glorificada no céu. A vida divina é infinita e eterna, quando habitarmos na vida divina, quando ressuscitarmos em Cristo, com um corpo glorioso, não seremos mais restringidos pelo tempo nem pelo espaço. A vida eterna é vida ilimitada, mas que não podemos conceber nem imaginar porque nossa mente não consegue conceber ou pensar sem as categorias do tempo e do espaço. … Leia mais Vida eterna

Vida Divina (3ª parte)

Pela idolatria do eu, pelo orgulho, pela vaidade, por querermos ser mais que Deus, pela arrogância da nossa desobediência a Deus, nós pecamos. E, com o pecado, rejeitamos a Deus e somos privados da vida divina. Com o pecado, perdemos a santidade original e, expulsos do Paraíso, perdemos o acesso à árvore da vida. Mas Cristo, nosso Redentor, nos restituiu, na cruz, o fruto da árvore da vida, que é a sua carne dada para a vida do mundo. A cruz é a nova árvore da vida e seu corpo, a sua carne, é o fruto da árvore da vida, o alimento que nos dá a vida divina.… Leia mais Vida Divina (3ª parte)

Vida Divina (1ª parte)

Durante a Páscoa, contemplei muito em minhas orações o tema da ‘vida divina’ e da ressurreição, me dedicando à leitura orante do discurso do Pão da Vida, no capítulo 6 de João.  Durante estes momentos de oração contemplativa, sentia muitas vezes a presença do Espírito me mostrando, me ensinando, desvelando ao meu coração muitos dos significados desta Palavra. A cada dia, esses significados iam se dilatando em meu coração, como que numa progressão.  Rogo ao Santo Espírito que venha novamente em meu auxílio e me faça agora recordar o que Ele soprou em meu coração e mostrou ao olhos da minha alma, e que me conceda a graça de traduzir esse entendimento e visões em palavras e frases que façam sentido.… Leia mais Vida Divina (1ª parte)