O que é a vida eterna?

Dos Diários do Mosteiro – 20 de abril de 2017.
(Quinta-feira da Oitava de Páscoa)

A fé vem pelo Espírito Santo.
O conhecimento pelo Espírito é revelação.
Para conhecer o Cristo ressuscitado, para encontrá-lo,
para compreender o mistério da ressurreição,
é preciso a revelação pela fé, a revelação pelo Espírito.
A revelação não se opõe à razão, não nega a razão, não contradiz a razão, pois a razão também vem de Deus.
A razão conduz a verdades (isto é, a um conhecimento verdadeiro) e a revelação conduz à Verdade.
As “verdades” são os juízos justificados pela lógica e pelos sentidos.
A Verdade é o que torna estes juízos verdadeiros.
Cristo é a Verdade.
A revelação ultrapassa a razão, mas é também anterior à razão, pois a Verdade é o princípio e o fim de todas as coisas.
No entanto, isto não quer dizer que o conhecimento revelado seja ilógico ou irracional.
É um conhecimento “em suspenso”, que a razão não dá conta de explicar ou ‘justificar’, nem os sentidos dão conta de perceber.
Assim é o conhecimento da ressurreição, da vida eterna em e com Cristo.
É um conhecimento de que a alma se apodera por graça do Espírito Santo, mas apenas contemplando-o, sem, contudo, explicá-lo.
O que é a vida gloriosa no Reino de Deus? O que é a vida verdadeira, a vida sem pecado, a vida eterna, imortal, a vida livre do mal e de todo o sofrimento?
O que será o corpo glorioso que possuiremos?
O que é essa nova terra e esse novo céu onde a luz nunca se apaga e onde não se precisará da luz da lâmpada, nem da luz do sol, porque o Senhor Deus brilhará sobre nossas faces? (Ap 22,5).
Esse novo mundo será regido apenas pela lei do amor, pelos mandamentos do Senhor, por isso é um mundo inconcebível, impensável para nós, agora.
Na contemplação do Espírito, conseguimos apenas vislumbrar a glória dessa nova realidade, dessa nova criação, da qual Cristo é o Primogênito, na qual Ele reina absoluto e o mal foi extirpado para sempre.
A razão só consegue conhecer e explicar o mundo natural; os sentidos só conseguem perceber o mundo físico; mas pela contemplação no Espírito vislumbramos o mundo sobrenatural em sua glória e esplendor.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s