Núpcias do Cordeiro

Deus fala em meu coração.
Ele sempre falou em meu coração,
mas antes eu não sabia que era Ele quem falava!
Agora aprendi a reconhecer sua voz
e aprendi a buscá-la.
E quanto mais a escuto, mais quero escutá-la, mais a busco.
Deus fala a mim como a brisa que falou a Elias.
Ele me fala no silêncio do meu coração,
quando silencio todos os ruídos e preocupações,
quando elevo meu olhar
e olho para dentro.
Ele fala,
Sua palavra é clara, nítida,
sem som, inefável como o pensamento,
às vezes fugaz como um relâmpago,
às vezes serena como um córrego,
mas sempre sacia, sempre ilumina.

Deus também me fala pelas pessoas
e pelos acontecimentos em minha vida.
Deus se revela pela Palavra sagrada nas Escrituras,
Deus mostra sua face
no rosto misericordioso de Jesus.
Ele está vivo,
presente em toda parte, em todo lugar,
pelo Espírito,
que é força viva e dinâmica
que nos renova, que nos impulsiona.

Com as limitações de minha mente e do meu entendimento,
tento decifrar em palavras
aquilo que o Espírito me comunica
no seu sopro invisível,
tento capturar em conceitos, em categorias,
a verdade que se revela pura, livre,
sem os contornos e amarras das palavras.

A visão do Reino,
das núpcias do Cordeiro,
da comunhão profunda de amor com o Cristo,
das vestes nupciais
alvejadas pelo sangue do seu sacrifício,
da sua misericórdia.

Sou noiva do Senhor,
Ele me prepara para suas núpcias,
e eu me preparo vigilante,
com a lamparina acesa
pelo óleo da oração e da caridade,
do amor e do serviço.
Ele virá,
Ele me buscará para as núpcias,
para a comunhão de amor
no seu Reino,
na sua morada eterna.
Seremos Um no amor,
eu habitarei no seu coração
e Ele habitará para sempre no meu coração.

Vislumbre da eternidade,
na rapidez de um relâmpago
apreendo o esplendor da vida eterna em Cristo.

Que eu me mantenha pura, casta,
com a lamparina sempre acesa
aguardando a chegada do Senhor,
meu Esposo.

Serei fiel ao seu amor,
como Ele é fiel,
responderei com todo o amor do meu coração
ao seu amor infinito.

Que eu não tenha outro amor, Senhor.
Que eu viva somente para vós
e para vossa presença em meus irmãos.
Sou sua, minha vida lhe pertence.

Com a graça do vosso Espírito,
dai-me coragem
para ser leal e fiel, até o fim,
para o testemunho da fé
pelo serviço e pela palavra.

Dai-me, Senhor,
no dom do vosso Espírito,
a mansidão e a humildade
para servi-lo
e glorificá-lo
por todo o tempo,
até o fim,
até a sua vinda.

Sinto a necessidade da urgência,
os frutos estão maduros,
precisam ser colhidos,
não posso desperdiçar o tempo que me resta,
a colheita urge,
o Senhor me chama para a sua messe,
para colher os frutos de sua vinha,
trabalhando e servindo.

Ele me pede para escutar e orar,
falar e ensinar,
e servir no amor.

Viver em oração,
orar a caminho
e proclamar a boa notícia do Reino
e do infinito amor do Pai.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s