A Graça do Perdão

“(…) a condição de herdeiro é uma graça, um dom gratuito” (Rm 4,16b).

Feliz o homem que foi perdoado
e cuja falta já foi encoberta!
Feliz o homem a quem o Senhor
não olha mais como sendo culpado
e  em cuja alma não há falsidade” (Sl 31,1-2).

Toda falta traz consequências,
todo erro leva à queda,
todo desvio leva ao abismo,
toda desobediência e toda fuga
leva à escuridão.

Pela lei que rege a vida e o universo,
estaríamos condenados por nossos tantos erros,
por nosso egoísmo, orgulho e ganância,
por nossa insensatez, preguiça e lassidão,
por nosso ódio e crueldade,
por nosso coração endurecido,
por nossas pequenas e grandes faltas de cada dia,
por nossas ofensas à lei de amor.

A consequência inevitável de tantas faltas
seria o abismo, o desterro,
a culpa.

Mas Deus olhou para nós
e se compadeceu de nós,
e nos enviou a graça,
nos enviou a salvação.

Deus nos enviou seu Filho
para nos salvar
gratuitamente
da miséria de nossos pecados,
de nossa culpa.

O Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.

Salvação que nos é oferecida
de forma gratuita e imerecida.
Perdão que nos redime
e nos lava de nossas culpas.

O amor de Deus por nós
é tão infinito e imensurável
que Ele se compadeceu
de nossas misérias, de nossas culpas,
e sem que o mereçamos
nos libertou da escravidão
do peso de nossas culpas.

O perdão de Deus é gratuito,
é graça.

Mas é tão difícil para nós compreendermos isto!
E aceitarmos o perdão gratuito de Deus!

Não precisamos pagar nossas dívidas a Deus,
pois elas já foram perdoadas!
Quem “pagou” o preço do nosso perdão
foi Jesus Cristo.
Sua vinda no meio de nós,
como Filho do Homem,
o sacrifício da sua encarnação,
o sangue da sua vida
derramado por amor a nós,
o cálice da eterna aliança
que nos oferece
e que se renova a cada dia,
que se celebra e se rememora
e se revive a cada celebração Eucarística,
é o “preço” da nossa salvação,
da libertação dos nossos pecados.

Será que conseguimos compreender,
conceber
a imensidão infinita desse perdão,
o significado, o alcance e profundidade
desse amor que nos salva,
dessa misericórdia que nos redime?

Para beber desse cálice,
para acolher esse perdão,
para herdar a nova vida,
livre da culpa do pecado
é necessário apenas crer,
converter o coração para Deus,
confessar diante dEle
que erramos, que caímos,
que nos desviamos do seu caminho,
que  desobedecemos seus mandamentos,
sua Lei
e que queremos, sinceramente,
a Ele retornar…

Deus pede apenas
um coração sincero e arrependido,
a verdade do nosso arrependimento
nos libertará.

Crer no amor de Deus,
crer na sua Lei de amor,
crer na sua justiça
e no seu poder
abre para nós a porta do seu reino
e nos faz herdeiros da vida eterna.

Nossas dívidas são perdoadas,
nossas culpas redimidas
porque o Senhor nos ama
e se esvaziou de sua divindade,
derramou seu sangue
no sacrifício da cruz
para nos deixar a certeza
do perdão
e da glória da ressurreição.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s