O fruto da oração

No céu, tudo é luz, pois Deus é luz. E a luz veio à terra com a Encarnação do Verbo, no seio puro de Maria. Ela acolheu a luz em seu ventre e a terra se encheu da glória de Deus. Se andamos na luz, como Ele está na luz, então estamos em comunhão uns com os outros (1Jo 1,7a). Todos os santos do céu, da Igreja Celeste, estão em comunhão com a pessoa que ora. Mesmo na oração solitária, quando a pessoa reza, não é ela somente quem reza. Todos os santos do céu rezam com ela! Da sua boca, dos seus lábios, do sopro dos seus lábios, da sua voz, sai a luz de Cristo, pois o que ela pronuncia é Palavra de Deus, e a Palavra é luz.

O ramo que permanece no tronco da videira produz fruto (cf. Jo 15,4). O cristão orante é apenas um ramo, enxertado em Cristo, e a seiva que corre nele é o Espírito de Cristo, sua Palavra, sua oração, que produz o fruto da videira, o vinho da salvação. Não é somente a pessoa quem ora, é Cristo quem ora nela. Não é somente a pessoa quem ora, é a Igreja quem ora nela. São todos os santos do céu, é toda a Igreja, é Cristo quem fala nela, quem produz fruto nela, quem leva a luz ao mundo que está nas trevas, através dela, deste mero ramo enxertado, da oração dos seus lábios… e vos designei para irdes e para que produzais fruto e o vosso fruto permaneça (Jo 15,16b).

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s